domingo, 21 de março de 2010

Viagem na proa











Joaquim Moncks*

A alma naufraga sob a lâmina
de água.
O mar cospe salitre
nos espelhos de bombordo.

A história das letras musicais
é acalanto para o espírito.
Sugestivas muletas líricas
no “tiro ao Álvaro”.

Óleo nos joelhos da mulher,
grávida aos cinquenta.
Olhos e corpo já não são os mesmos.
Somente o coração resiste:
um prego rombudo
sobre a placenta.

Até na concepção a vida cospe
espelhos baços.
Mas amor é o mesmo.


– Do livro "Aurora de poemas", 2009/10.
Publicado também no Recanto das Letras

*joaquimmoncks@gmail.com